Baía do Tejo avança com projecto para partilhar memórias da antiga CUF

Local Últimas C

A empresa Baía do Tejo anunciou que vai avançar com um novo projecto para partilhar, através de diversos meios, memórias do antigo Complexo Industrial da CUF, no Barreiro.

O projeto “MusEUContribuo – Objectos que contam histórias… Na descoberta da memória”, tem como objectivo tornar o museu industrial mais participativo e inclusivo.

“Queremos que o museu seja um fiel depositário de memórias do que foi o Complexo Industrial da CUF. Queremos envolver a comunidade e desejamos que o museu seja o espelho do que é a cidade, porque a CUF foi uma cidade dentro da cidade”, disse Sérgio Saraiva, administrador da Baía do Tejo, durante a apresentação do projecto.

O responsável explicou que para que o objectivo seja conseguido, é importante estabelecer parcerias, permitindo assim um contacto mais rápido, quer na difusão do projecto quer na busca de antigos funcionários deste Complexo Industrial.

“Queremos trazer as memórias, os testemunhos, as fotografias e os objectos das pessoas para o museu industrial. Alguns objectos até se podem perder no tempo, com o passar das gerações, sem que seja dado o devido valor, salientou.

A Baía do Tejo vai realizar quatros dias de ‘open days’, durante o mês de Junho, de modo a ser possível recolher alguns testemunhos em vídeo, objectos ou fotografias.

“A ideia é conseguimos ter exposições temporárias com regularidade. Já tivemos duas e pretendemos depois, talvez em Outubro, ter uma terceira exposição que seja o reflexo da recolha efectuada”, salientou.

 

Deixe uma resposta