Um novo Hospital para o Montijo

Opinião
Joao Afonso

Joao Afonso

Candidato à presidência da Câmara Municipal de Montijo
PSD/CDS-PP
Muito Mais Montijo
Joao Afonso

A afirmação do concelho do Montijo, ao contrário do propagandeado por outros, não depende no essencial da concretização de um ou dois projectos de investimento por muito expressivos que eles sejam.

A modernização do concelho do Montijo só se fará se os Montijenses souberem planear e executar, a longo prazo, um projecto credível e mobilizador de todos e, para isso, será necessário que os destinos autárquicos sejam entregues aos Montijenses que deram ao longo da sua vida efectivas provas de competência e credibilidade.

Não podemos entregar o nosso futuro colectivo a quem já provou não ser capaz ou, em alternativa, a quem não conhecemos.

Não podemos ficar satisfeitos com uma Câmara que revela uma gritante falta de capacidade de execução de políticas de investimento público.

O serviço público de saúde prestado no Montijo é, infelizmente, o exemplo acabado da inoperância da Câmara Municipal.

Nasci no Hospital do Montijo, mas não é tempo de olhar para trás, é tempo de modernizar e desenvolver a nossa terra e criar outra solução hospitalar, que em parceria com as instituições de solidariedade social, preste um serviço público de qualidade.

No Montijo deverá ser construída, em terrenos camarários ou a adquirir pela Câmara, no prazo máximo de oito anos e na zona ribeirinha da cidade, uma unidade hospital  de excelência.

À semelhança de outros projectos hospitalares é possível conciliar a qualidade de serviço acessível a todos com a rentabilidade financeira e económica.

Acredito que teremos a humildade de aprender com os bons exemplos de outros municípios e confiar nas nossas capacidades.

Por um moderno e desenvolvido Montijo vale a pena lutar e trabalhar.

One comment

  1. Se o Hospital existenteo Montijo fosse ampliado pois tem muito espaço, nem que fosse em altura e com valências novas, já nós ficávamos satisfeitos.Nós odiamos o Hospital do Barreiro e a nossa cidade cresçeu mas o hospital continua na mesma.

Deixe uma resposta