Sesimbra fecha 2016 com saldo positivo e abate 3,5 milhões da dívida

Local Últimas

Contas foram aprovadas com os votos de CDU e PSD. O total da dívida ascende agora a 21,2 milhões de euros. Em quatro anos o passivo foi reduzido em quase 40 por cento

A Câmara Municipal de Sesimbra fechou as contas de 2016 com um saldo líquido positivo de cerca de 1,8 milhões de euros, ao mesmo tempo que conseguiu baixar, no último ano, a dívida global para 21,2 milhões. Segundo a prestação de contas, aprovada pelos votos favoráveis de CDU e PSD (o PS votou contra), o total da dívida do município foi reduzido em “ aproximadamente 3,5 milhões em relação ao final de 2015”.

“De resto, a dívida da autarquia verificada no final do último ano vem confirmar a tendência de descida que se tem acentuado especialmente desde 2012, quando se cifrou em 34,9 milhões de euros. Significa isto que no espaço de quatro anos assistiu-se a uma diminuição na ordem dos 13,7 milhões de euros, ou seja, quase 40 por cento”, reforça a edilidade.

Paralelamente, o documento regista que a autarquia voltou a ter um resultado líquido positivo de cerca de 1,8 milhões de euros”, mantendo ainda o prazo médio de pagamentos a fornecedores “abaixo dos 90 dias”. O grau de execução, quer das receitas quer das despesas, atingiram valores próximos dos 85 por cento, tendo o grau de execução das Grandes Opções do Plano superado “os 70 por cento” e o investimento pago a cifrar-se “acima dos cinco milhões de euros”.

“Os excelentes resultados alcançados devem-se, em grande parte, ao rigor nas contas, e assumem maior relevância por se terem verificado numa conjuntura económica bastante difícil e de grandes constrangimentos financeiros, e num período de forte investimento autárquico, principalmente nas áreas do saneamento, requalificação urbana, valorização do património, abastecimento, educação, habitação e acessibilidades, que se revelaram determinantes para a melhoria da qualidade de vida em todo o concelho”, conclui a autarquia.

Deixe uma resposta