Deputados do PS prometem “fiscalização rigorosa” ao Hospital do Barreiro

Sociedade

Os deputados do PS, eleitos pelo Círculo Eleitoral de Setúbal, Eurídice Pereira, Paulo Trigo Pereira, Sofia Araújo, André Pinotes Batista e Francisca Parreira, visitaram o Hospital Nossa Senhora do Rosário, no concelho do Barreiro.

Os parlamentares socialistas reuniram com o novo Conselho de Administração do Centro Hospitalar Barreiro/Montijo, que tomou posse há cerca de 3 meses. No decurso deste encontro debateu-se a visão estratégica da nova equipa, bem como os desafios inerentes à melhoria do serviço prestado aos mais de 200.000 utentes que a ele recorrem.

De igual modo, foram apresentados e debatidos indicadores relacionados com tempos de espera, recursos humanos, equipamentos, qualidade do serviço prestado, além dos aspectos inerentes à situação financeira e infraestrutural.

Os eleitos do PS tomaram conhecimento que se encontram em implementação novas e mais eficazes soluções de atendimento aos utentes no Serviço de Urgência, em função da gravidade dos episódios clínicos.

À margem da visita que se seguiu, André Pinotes Batista, deputado e presidente do PS Barreiro, destacou que “seria fácil soar os alarmes e o populismo, mas recusamo-nos a exercer a nossa função de forma irresponsável. Os utentes sabem que podem contar com a nossa fiscalização rigorosa e os profissionais de saúde com a nossa colaboração sistemática. Os problemas existentes resolvem-se com trabalho e não com conversas pouco sérias”, afirmou.

A finalizar, Eurídice Pereira, deputada com assento permanente na Comissão de Saúde, salientou a importância do trabalho regular de acompanhamento em proximidade, que este grupo tem desenvolvido nos últimos anos. “Em cada sessão legislativa, procuramos visitar a totalidade das unidades hospitalares da região de forma a actualizar a informação que dispomos, acompanhar a resolução dos problemas anteriormente detectados e promover a qualidade do serviço público. Assumimos na plenitude o nosso papel de fiscalização solidária, porém exigente, da actividade do Governo”, acrescentou.

Deixe uma resposta