PSD exige que Governo termine remoção de amianto em escolas de Palmela

Local

Deputados do PSD do distrito de Setúbal já questionaram o Governo sobre quando está previsto o reinício dos trabalhos de remoção do amianto das escolas básicas Hermenegildo Capelo e José Maria dos Santos

 

O PSD do distrito de Setúbal está preocupado com a presença de amianto nas escolas e quer por isso que o Governo termine os trabalhos de remoção de amianto, que foram iniciados pelo Governo anterior, nas Escolas Básicas 2,3 Hermenegildo Capelo e José Maria dos Santos, no concelho de Palmela.

Segundo nota enviada à comunicação social, os deputados do PSD do distrito de Setúbal já questionaram o Governo sobre quando está previsto o reinício dos trabalhos e quando terminará a operação de remoção de amianto naquelas escolas.

Bruno Vitorino, deputado e presidente da Distrital de Setúbal do PSD, recordou que “o anterior Governo PSD realizou intervenções ao nível da remoção de amianto nos equipamentos públicos da sua responsabilidade, nomeadamente nos estabelecimentos de ensino, protegendo assim o ambiente e a saúde pública”.

Esse trabalho “tem que ser continuado e concluído, nas escolas onde a operação de remoção do amianto estava programada, mas que ainda não tinha sido realizada. Este Governo, com as cativações e a diminuição do investimento público, interrompeu as obras e com isso prejudicou gravemente alunos, professores e trabalhadores destas escolas”, lê-se na mesma nota.

Sobre esta questão da remoção do amianto nas escolas, Paulo Ribeiro, vereador do PSD na Câmara Municipal de Palmela, já tinha também manifestado a sua preocupação, tendo pedido aos deputados social-democratas que interpelassem o Governo.

As diferentes variedades de amianto são agentes cancerígenos, devendo a exposição a qualquer tipo de fibra de amianto ser reduzida ao mínimo.

Foto: D.R.

Deixe uma resposta