Golfinho removido da praia da Figueirinha não pertencia ao estuário do Sado

Local Últimas C

Polícia Marítima esteve ontem no areal da praia da Figueirinha e enviou fotos aos responsáveis do Parque Natural da Arrábida, concluindo-se que o mamífero era da espécie “Comum Riscado”

O golfinho que deu à costa na praia da Figueirinha, em Setúbal, sem vida já foi removido do areal e não pertencia aos roazes do estuário do Sado, anunciou hoje, 30, o Comando-local da Polícia Marítima.

“O Comando-local da Polícia Marítima de Setúbal recebeu ontem, dia 29 de Janeiro, a informação de que tinha dado à costa um golfinho, já morto, na praia da Figueirinha. De imediato deslocou-se ao local uma patrulha da Polícia Marítima que confirmou a situação, bem como efectuou o registo biométrico deste mamífero”, pode ler-se na página da Internet da Autoridade Marítima Nacional.

“Foi dado conhecimento aos responsáveis do Parque Natural da Arrábida que, por sua vez, solicitaram à Polícia Marítima o envio de fotografias para identificação do tipo de golfinho. Concluiu-se que se tratava de um golfinho da espécie ‘Comum Riscado’, não sendo portanto um elemento pertencente ao grupo de roazes que habita no estuário do Sado. O golfinho foi entretanto removido da praia”, esclareceu ainda, no mesmo comunicado, aquela força da autoridade.

O golfinho, recorde-se, havia sido encontrado morto no último domingo, no areal da Praia da Figueirinha.

Rui Simões, tal como noticiou o DIÁRIO DA REGIÃO, foi um dos munícipes que se deparou com o mamífero no local, tendo publicado algumas imagens na rede social do Facebook e revelando que contactou as autoridades. “Deu à costa na praia da Figueirinha um golfinho comum, liguei para a polícia marítima e a resposta foi que quem recolhe o animal é a Câmara e só amanhã [esta segunda-feira] a partir das 9h00 é que fazem a recolha”, escreveu o munícipe, lamentando a demora das entidades competentes na remoção do golfinho do local.

Deixe uma resposta