Vitória perde com Sp. Braga e diz adeus à Taça da Liga

Desporto B

O Vitória perdeu hoje, por 3-0, no Estádio do Algarve, com o Sporting de Braga e foi afastado da final da Taça da Liga. Pedro Santos, de grande penalidade, aos 13 minutos, Stojilkovic (66) e Rodrigo Pinho (87) foram os autores dos golos na primeira meia-final da final-four.

O triunfo dos minhotos começou a ser construído depois de o árbitro Carlos Xistra ter assinalado uma grande penalidade a sancionar uma mão de Frederico Venâncio no interior da área. Os sadinos contestaram a decisão – devido à proximidade do defesa da bola aquando do remate de Pedro Santos. Alheio aos protestos, o médio fez o 1-0 da marca dos 11 metros.

Na área contrária, os responsáveis setubalenses acusam o juiz de dualidade de critérios ao não assinalar, ainda na primeira parte, uma mão de um defensor do Braga. Apesar de o Vitória ter tido mais posse de bola no primeiro tempo (63%-37%), os minhotos, fruto da grande penalidade marcada por Pedro Santos, foram para os balneários a vencer por 1-0.

Sem alterações nos onzes, o segundo tempo começou equilibrado e com muitas interrupções devido às quezílias entre atletas. Com as oportunidades de golo a serem uma raridade junto de ambas as balizas, o marcador só voltou a mexer depois de um erro tremendo de Nuno Pinto a dar origem ao segundo golo dos minhotos, aos 66 minutos. O brinde do lateral-esquerdo dos sadinos permitiu a Rui Fonte antecipar-se a Trigueira e servir Stojiljkovic para o 2-0 do Braga.

Aos 72 minutos, um depois de ter substituído Zé Manuel, Thiago Santana quase fez o primeiro golo do Vitória. Aos nortenhos valeu a defesa com o pé direito do guarda-redes Matheus. Até ao final, os comandados de José Couceiro pressionaram o oponente para tentar marcar e reentrar na discussão do jogo. O Braga aproveitou o balanceamento ofensivo do Vitória para, aos 87 minutos, em contra-ataque, fazer o 3-0 através de Rodrigo Pinho, assistido por Ricardo Horta, o bracarense fechou as contas do encontro.

 

Deixe uma resposta