Concelhia do PS aprova por unanimidade recandidatura de Nuno Canta à Câmara

Local Últimas C

Comissão Política enaltece gestão liderada pelo presidente da Câmara, considerando que o actual mandato autárquico “honra o melhor dos governos socialistas no Montijo”

O nome de Nuno Canta foi aprovado na passada segunda-feira, por unanimidade, pela Comissão Política Concelhia do Montijo do Partido Socialista, como cabeça-de-lista dos socialistas às próximas eleições autárquicas no concelho montijense. Nuno Canta, que preside à concelhia e também à presidência da Câmara Municipal do Montijo, vai assim – sem surpresa – recandidatar-se à autarquia, tal como o DIÁRIO DA REGIÃO já havia avançado oportunamente, ao revelar a disponibilidade manifestada pelo socialista no decurso de uma reunião do executivo camarário.

“A avaliação do actual mandato autárquico até à data é extremamente positiva e honra o melhor dos governos socialistas no Montijo. Esse papel é hoje bem visível pela qualidade da gestão municipal e pelo trabalho dos vereadores Maria Clara Silva e José Francisco dos Santos, e do presidente da Câmara, Nuno Canta, que apresentaram sempre uma política em contra-ciclo, capaz de desgravar os impostos locais aos cidadãos, famílias e pequenas e médias empresas, atrair investimento, reduzir o endividamento municipal e pagar na hora”, pode ler-se na proposta que foi apresentada pelo secretariado da concelhia socialista para recandidatura de Nuno Canta pelo partido à presidência da Câmara Municipal do Montijo.

No mesmo documento, enviado ao DIÁRIO DA REGIÃO pela concelhia do PS, e intitulado “Orientação Estratégia do PS Montijo para as eleições autárquicas de 2017”, o secretariado da comissão política lembra o ciclo de poder iniciado com Maria Amélia Antunes e critica a oposição. “O Partido Socialista do Montijo ganhou as últimas cinco eleições autárquicas no concelho do Montijo. Quatro delas com maioria absoluta e a última com uma maioria relativa, o que obrigou a uma gestão exigente e sem nenhum acordo político pós-eleitoral com outros partidos, por recusa expressa destes últimos. Estas vitórias eleitorais originaram um ciclo de progresso e modernidade no Montijo, num trabalho histórico dos nossos autarcas, onde o PS demonstrou que coloca sempre os interesses dos montijenses e do montijo em primeiro lugar”, sublinha o documento apresentado pelo secretariado da concelhia.

Tal como o DIÁRIO DA REGIÃO avançou em primeira-mão, estão, assim, encontrados os cabeças-de-lista dos principais partidos políticos às próximas autárquicas no Montijo. Além de Nuno Canta pelo PS, João Afonso está confirmado como candidato pelo PSD, sendo que Carlos Jorge de Almeida deverá recandidatar-se pela CDU e Cipriano Pisco apresenta-se como principal aposta do Bloco de Esquerda, apesar destes dois últimos nomes ainda não terem sido confirmados pelos respectivos partidos.

Deixe uma resposta