Distrital de Setúbal do Partido Socialista presta homenagem a Mário Soares

Regional Últimas B

Comitiva socialista da região integrou presidente e secretariado da Federação, além de presidentes de concelhia e deputados

Uma delegação da Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista (PS) deslocou-se ontem, pelas 19h00, à Sede Nacional do PS, no Largo do Rato, com o onde assinou o livro de condolências pelo falecimento de Mário Soares.

Em comunicado enviado ao DIÁRIO DA REGIÃO, a federação lembra que Mário Soares “é, reconhecidamente, a figura política mais marcante do Século XX”. “Lutador antifascista, garante das liberdades da revolução do 25 de Abril, estadista, foi primeiro-ministro, sendo responsável pela estabilização económica do País e pela concretização do desígnio estratégico de integração de Portugal na então CEE, hoje União Europeia”, recordam os socialistas, sublinhando que Soares “foi primeiro-ministro em circunstâncias muito difíceis”, sem nunca ter virado “a cara à luta”.

A deputada Eurídice Pereira, eleita pelo círculo de Setúbal, a assinar o livro de condolências

“Apesar dos programas de ajustamento económico que teve de gerir, foi com os Governos de Mário Soares que se deram passos importantes na construção do nosso Estado Social, de que se destaca a criação do Serviço Nacional de Saúde. Presidente da República eleito, primeiro, com o apoio de toda a Esquerda, soube ser o Presidente de todos os portugueses”, acrescenta a distrital socialista. “Lutou sempre e até ao fim. Relembramos a sua participação, na linha da frente, junto do povo, contra a intervenção bélica no Iraque, em 2003, e a iniciativa de juntar as Esquerdas em dois encontros memoráveis na Aula Magna, em 2013, dos quais nasceu, certamente, a semente para a solução de Governo que hoje temos em Portugal”, considera o federação, sublinhando a concluir: “Mário Soares é, foi e será sempre, o nosso Camarada, Amigo, Fundador. Soares é Fixe!”

A delegação socialista da federação de Setúbal que se deslocou ao Largo do Rato foi composta pelo presidente e secretariado do órgão, presidentes de concelhia e deputados.

Nuno Canta (à direita na foto) foi um dos presidentes de concelhia da região que cumpriram o ritual de homenagem

Deixe uma resposta