SANTIAGO DO CACÉM: Quartel dos bombeiros de Santo André vai ser remodelado em 2017

Local Últimas C

O investimento ascende a 400 mil euros, tem financiamento comunitário na ordem dos 85%, e a associação espera angariar cerca de 120 mil para fazer face a todas as necessidades da obra, que inclui construção de camaratas, balneários e parque para estacionamento de viaturas

O quartel dos bombeiros de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém, vai ser remodelado em 2017, com um projecto de 400 mil euros que prevê a construção de camaratas, balneários e estacionamento.

“As actuais instalações vão ser remodeladas. No local onde está o parque de viaturas, vamos construir camaratas, vestiários, balneários, a central de comunicações, salas de bombeiros, de reuniões e de trabalho e uma central de despacho”, explicou hoje, 26, à agência Lusa o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Santo André, Fonseca Santos.

A obra, que deverá começar em Abril de 2017 e ficar concluída no final de 2018, prevê ainda a ampliação da actual estrutura, inaugurada em 2002, com a construção de um novo parque de viaturas com capacidade para “todos os carros de fogo e ambulâncias de socorro e de transporte de doentes”.

O quartel dos bombeiros está localizado em Vila Nova de Santo André, o maior aglomerado populacional do concelho de Santiago do Cacém, a cerca de 10 quilómetros do complexo industrial de Sines.

A remodelação do quartel, onde trabalham cerca de 50 pessoas, entre funcionários e voluntários, é uma obra “absolutamente necessária para dar condições aos bombeiros”, defendeu o responsável da associação.

“Não há condições nenhumas de trabalho, temos camaratas diminutas, não temos balneários, o pessoal chega de um fogo ou de outra situação e tem que ir tomar banho a casa, o que não faz qualquer sentido”, apontou Fonseca Santos.

O projecto de remodelação do quartel conta com a comparticipação de fundos comunitários na ordem dos 85%, sendo o restante valor assegurado pela própria associação, que, além dos 15%, vai investir mais 42 mil euros que não estavam inicialmente previstos e que, por isso, não estão incluídos na candidatura.

“Os fundos comunitários apoiam 85%, nós temos que realizar 15%, mas para além dessa percentagem, há 42 mil euros que são à nossa conta, porque o parque de viaturas é maior do que aquilo que estava previsto na candidatura e essa parte não é elegível, tem que ser a associação a pagar”, disse Fonseca Santos.

Para assegurar a obra, a associação espera “angariar ao todo 120 mil euros”, tendo já conseguido juntar oito mil euros, metade do valor garantido pela Junta de Freguesia de Santo André e a outra metade pela AICEP Global Parques.

Actualmente, embora a associação conte com cerca de três mil sócios, apenas “cerca de metade” tem as quotas em dia, no valor de 20 euros anuais.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santo André é uma das quatro existentes no concelho de Santiago do Cacém, no distrito de Setúbal, tendo como principal área de abrangência a freguesia de Santo André, com 75,71 quilómetros quadrados de território e uma população de cerca de dez mil pessoas.

DIÁRIO DA REGIÃO com Lusa

Deixe uma resposta