Cadela que tinha sido abandonada atada pelo focinho em Palhais quase recuperada

Local

A Lira, como foi baptizada após ter sido resgatada, conseguiu resistir à maldade humana e está quase totalmente recuperada dos ferimentos que sofreu (ver imagens abaixo)

As feridas da Lira estão praticamente cicatrizadas, revelou a Associação dos Amigos dos Animais Abandonados da Moita (AAAA Moita), sobre a cadelinha que foi vítima de maus-tratos.

A AAA Moita, recorde-se, tem estado a cuidar da Lira, que havia sido encontrada pela PSP na zona de Palhais, no Barreiro, atada pelo focinho. O animal foi resgatado e levado para o hospital Veterinário Sul do Tejo, no Barreiro.

“Esta é mais uma daquelas situações em que as imagens falam por si… Maus tratos e sobretudo maldade ao mais alto nível. A sua condição inspira muitos cuidados”, dizia então a associação na sua página do facebook, que agora já se pode regozijar pela evolução do estado clínico da cadelinha.

Na altura a associação adiantou que foi aberta uma ocorrência na PSP, mas como a cadela, que foi baptizada com o nome Lira, não tem chip, será mais difícil encontrar o responsável pelos crimes.

A associação, que tem recebido centenas de mensagens a condenar os actos contra a Lira, tem actualizado o estado clínico da cadela nas redes sociais.

A Lira foi acolhida pela associação e já tinha várias pessoas a disponibilizarem-se para a adoptarem-na, depois do sofrimento por que o animal passou e que gerou uma forte onda de indignação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta