Rede de Municípios para a Adaptação Local às Alterações Climáticas fundada por 30 autarquias

Últimas C

A Rede de Municípios para a Adaptação às Alterações Climáticas foi fundada por 30 autarquias portuguesas, a 9 de Dezembro, no Seminário de Encerramento do ClimAdaPT.Local.

A sua missão é a de aumentar a capacidade dos municípios portugueses para incorporar a adaptação às alterações climáticas nas suas políticas, instrumentos de planeamento e intervenções.

A Rede já dispõem de Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas e está aberta à participação dos restantes municípios portugueses, designadamente dos que pretendam elaborar os seus planos municipais de adaptação às alterações climáticas, bem como de outras entidades (empresas, universidades, ONG ou associações) que desenvolvam actividade neste domínio.

De salientar que são municípios fundadores da Rede de Municípios para a Adaptação Local às Alterações Climáticas: Almada, Amarante, Barreiro, Braga, Bragança, Cascais, Castelo Branco, Castelo de Vide, Coruche, Évora, Ferreira do Alentejo, Figueira da Foz, Funchal, Guimarães, Ílhavo, Leiria, Lisboa, Loulé, Mafra, Montalegre, Odemira, Porto, S. João da Pesqueira, Seia, Sintra, Tomar, Tondela, Torres Vedras, Viana do Castelo e Vila Franca do Campo.

Pretende-se que esta Rede dê continuidade ao trabalho desenvolvido pelo projecto ClimAdaPT.Local, entre 2014 e 2016 e promova a proliferação das Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas.

Deixe uma resposta