PJ de Setúbal deteve suspeitos de alegada tentativa de homicídio na Amora e tribunal volta a soltá-los

Local Últimas

Já haviam sido presentes a tribunal por ataque violento a um polícia que trajava à civil. Não cumpriram as medidas de coacção aplicadas, voltaram agora a ser detidos e… soltos

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje, 21, a detenção pela segunda vez de um homem e de uma mulher suspeitos de um crime de “homicídio qualificado, na forma tentada”, ocorrido a 23 de Abril, na Amora, concelho do Seixal, e o tribunal voltou a soltá-los.

De acordo com um comunicado da PJ, os dois arguidos, um homem de 28 anos e uma mulher de 26, “conjuntamente com mais de uma dezena de outros autores provocaram, rodearam e atacaram violentamente, com socos, pontapés e objectos contundentes, um homem de 47 anos, que sabiam pertencer às forças de segurança”.

A PJ refere que os dois arguidos já tinham sido presentes a tribunal pela prática deste crime, tendo-lhes sido fixada a medida de coacção de apresentações diárias às autoridades, que nunca terão cumprido. Fonte policial, em declarações à Lusa, revelou que os dois suspeitos terão sido os principais instigadores das agressões, que tiveram como vítima um elemento da PSP que trajava à civil.

Face ao incumprimento da medida de coacção, os suspeitos acabaram de novo detidos pelas autoridades, mas, presentes pela segunda vez às autoridades judiciárias, voltaram a sair em liberdade, mantendo apenas as medidas de coacção que lhe tinham sido fixadas anteriormente.

DIÁRIO DA REGIÃO com Lusa

Deixe uma resposta