Aeroporto na Base Aérea n.º 6 do Montijo é a única ‘opção viável’

Local Regional Últimas B

Sintra e Alverca são possibilidades descartadas num estudo realizado pela Eurocontrol, que terá sido ontem mesmo apresentado ao Governo

Montijo é a localização apontada como a única “opção tecnicamente viável” que poderá assegurar a complementaridade ao crescimento do tráfego na Portela, segundo um estudo realizado pelos controladores aéreos europeus. A notícia avançada pelo jornal Diário de Notícias (DN), revela que este estudo, da autoria da Eurocontrol, terá sido, ontem, 20, apresentado ao Governo e outras entidades, como Força Aérea, ANA e NAV.

A conclusão é peremptória: a Base Aérea n.º 6 (BA6) do Montijo é defendida, contrariamente às eventuais localizações em Sintra e Alverca, como única “opção tecnicamente viável” para solucionar o aumento do tráfego aéreo “em segurança e operação em simultâneo” com o aeroporto de Lisboa, considera a Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea (Eurocontrol), segundo o DN.

O periódico adianta ainda que, de acordo com referido estudo, a localização na BA6 poderá assegurar a movimentação de 72 aeronaves por hora e acrescenta uma previsão de crescimento de tráfego aéreo em 2030 de 18% para a Portela e de 15% para o Montijo.

Recorde-se que o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, veio admitir que as obras poderiam estar no terreno, tendo em vista a concretização da solução Portela + 1, no Montijo dentro de pouco mais de dois anos, ou seja em 2019.

Deixe uma resposta