Mais de 2 mil pessoas no encerramento da Cidade Europeia do Desporto 2016

Regional Últimas B

Depois de um ano com 300 actividades desportivas, o projecto culminou no sábado à noite, numa cerimónia de balanço e reconhecimento do trabalho realizado, que reuniu população, atletas, desportistas e voluntários no Largo José Afonso, em Setúbal      

 

No total, 309 eventos e provas materializados em 225 dias de actividades, que envolveram cerca de 200 mil participantes e 134 instituições parceiras. Foram organizadas 92 iniciativas de dimensão local, 124 nacionais e 27 eventos internacionais, com uma assistência de 300 mil pessoas. Foi este o balanço do projecto Setúbal Cidade Europeia 2016, que terminou no sábado passado, às 21h, na gala realizada numa estrutura coberta montada no Largo José Afonso.

Apresentada por Bárbara Guimarães e Sónia Mota, tradutora de língua gestual, a gala de sagração do desporto e de todos os seus agentes começou precisamente com o desfile dos protagonistas das 60 associações desportivas de Setúbal, que promoveram ao longo do ano centenas de eventos. Em seguida, os coros da Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi, Coral Infantil de Setúbal, Centro Comunitário de S. Sebastião, Coro Feminino TuttiEncantus, Setúbal Voz, Grupo Coral da Escola Secundária de Bocage e Conservatório Regional de Setúbal brindaram a plateia, com interpretações do hino nacional A Portuguesa e do hino à Alegria, de Beethoven, dirigidas pelo maestro Nuno Batalha.

As actuações prosseguiram com um flashmob dançado por 140 pessoas, incluindo voluntários, membros da secção de ginástica do Vitória Futebol Clube (VFC) e curiosos, que fizeram questão de mostrar os seus dotes, apresentando ao público uma coreografia repleta de cores e movimentos, da autoria de Ana Cruz.

Os momentos de humor entre as actuações foram protagonizados pelos artistas do Teatro de Animação de Setúbal (TAS), Sónia Martins, Susana Brito, Célia David e Duarte Vítor, que animaram o público.

Depois dos momentos musicais, foi tempo de homenagear os 25 embaixadores da Cidade Europeia do Desporto, que dedicaram o seu tempo e esforço no ensino e organização de actividades nas várias modalidades desportivas, com especial destaque para Rosa Mota, madrinha do evento juntamente com o treinador de futebol, José Mourinho. A campeã nacional e olímpica de maratonas afirmou ter “uma ligação muito forte às escolas de Setúbal”, daí ter respondido prontamente ao desafio desde a primeira hora. Rosa Mota agradeceu ainda “a todas as pessoas que tornaram este sonho possível”, incentivando-as a continuar o caminho trilhado. “Espero que não desistam, porque o desporto é tudo na nossa vida, sempre foi na minha”, concluiu. A última homenagem foi para Manuel Manita, antigo seleccionador de andebol de Portugal, que faleceu aos 82 anos no início deste mês, em Setúbal, sendo a placa de homenagem entregue ao seu filho, Vítor Manita.

Além dos embaixadores foi igualmente reconhecido o esforço e empenho dos 355 voluntários, que dedicaram 1387 horas das suas vidas para a realização de 160 acções desportivas, que duraram 13 860 horas.

Na hora dos discursos, o italiano Gian Francesco Lupatelli, presidente da ACES Europe, sublinhou “a grande unidade” dos desportistas presentes no recinto. Já Maria das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal e anfitriã do evento destacou o sucesso do projecto. “Alcançámos o sucesso, que envolveu a participação de milhares de atletas, desportistas Setubalenses e Azeitonenses, o apoio de centenas de voluntários, o empenho de muitos dirigentes desportivos do nosso concelho e o patrocínio do governo da Nação, que foi meritório e exemplar. Chegamos ao fim do evento e estamos felizes pelos resultados alcançados”, afirmou.

Com a nomeação de Setúbal como primeira capital de distrito a ser Cidade Europeia do Desporto, em Portugal, o município cresceu e mostrou estar à altura do desafio. “Aquela que ainda há uns tempos era vista como uma cidade periférica, uma capital de distrito afastada dos grandes eventos foi capaz de realizar um feito que teve na sua base a população, motor do seu sucesso. Nós podemos, nós conseguimos, Setúbal é capaz”, disse a edil setubalense. Dores Meira referiu que a missão foi cumprida, mas que não vai acabar por aqui. “Terminámos uma etapa, mas outra começamos. É o futuro que nasce em cada dia, os compromissos que assumimos e fomos cumprindo com insistência, o exemplo que demos com esta realização será incentivo para as boas prácticas desportivas que nos hão-de guiar a seguir”, concluiu.

Na sua intervenção, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues saudou a cidade por ter sido “a primeira pólis do desporto portuguesa, que já pode apresentar o seu exemplo com orgulho, demonstrado nos 355 voluntários que usaram o seu tempo e mobilizaram o seu talento para a edificação desta cidade desportiva”. Tal como a presidente da Câmara de Setúbal, o ministro da Educação reiterou que “Setúbal irá continuar o seu trabalho e cumprir o que agora começou, passando um exigente e precioso testemunho a Gondomar”. E foi precisamente com a passagem do testemunho por Maria das Dores a Marco Martins, autarca de Gondomar, Cidade Europeia do Desporto 2017, que encerraram os trabalhos deste ano dedicado às prácticas desportivas.

O final da festa fez-se de música, com a actuação do grupo HMB.

De relevar que em 2016, Setúbal foi palco de algumas das mais relevantes provas desportivas nacionais e mesmo internacionais, como a Volta a Portugal em Bicicleta Santander Totta, a prova de apuramento para os Jogos Olímpicos, a final da Taça de Portugal de Rugby e o Campeonato Nacional de Ténis. Além da promoção deste tipo de competições, Setúbal 2016 destacou-se pela aposta na inclusão, no desporto para todos e fomento à práctica desportiva nas escolas.

A cerimónia contou com a presença de Maria das Dores Meira, presidente da Câmara de Setúbal, Pedro Pina, vereador da Cultura, Educação e Desporto, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, o Presidente da ACES Europe, Gian Francesco Lupatelli e a atleta Rosa Mota, madrinha do projecto europeu.

Deixe uma resposta