Assembleia Municipal do Montijo distingue antigos presidentes neste sábado

Local Últimas B

São 11, os nomes que exerceram funções na presidência do órgão autárquico, entre 1976 e 2013, a ser distinguidos

A Assembleia Municipal do Montijo, presidida por Maria Amélia Antunes, vai homenagear já amanhã, 17, a partir das 16h00, no Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida, todos os antigos presidentes do órgão autárquico entre 1976 e 2013.

A iniciativa realiza-se no âmbito das comemorações dos 40 anos das primeiras eleições livres e democráticas para os municípios e freguesias.

No total, vão ser distinguidos 11 nomes que exerceram funções na presidência da Assembleia Municipal do Montijo. “O objectivo principal é a comemoração dos 40 anos do Poder Local Democrático, no município do Montijo. As primeiras eleições para as autarquias locais realizaram-se em 12 de Dezembro de 1976”, começa por lembrar Maria Amélia Antunes, sublinhando que as autarquias “são as freguesias e os municípios”.

Além disso, explica a actual presidente do órgão, estas comemorações têm também associada “uma melhor identificação do papel da Assembleia Municipal que tem competências próprias de deliberação e fiscalização”. “O que não tem são as melhores condições para o exercício das suas competências. Mas se agora é difícil, muitas mais dificuldades encontraram os que nos antecederam”, defende.

Por isso mesmo, acrescenta a autarca, esta é “uma justa homenagem” aos homens que presidiram à Assembleia Municipal do Montijo. “Nesta homenagem saudamos todas as mulheres e homens, autarcas, que serviram Montijo integrando os órgãos municipais, bem como todos os autarcas das freguesias representados na Assembleia Municipal pelo seu presidente de junta de freguesia”, frisa.

É o momento de honrar a participação de todos que de forma desinteressada deram o seu melhor pelo bem comum

Sobre a data escolhida para as distinções, Maria Amélia Antunes é peremptória: “40 Anos de Poder Local Democrático é um período temporal que deixou marcas de progresso e desenvolvimento, no Portugal democrático, no Portugal de Abril. É o momento de honrar esse trabalho, essa participação de todas e de todos que de forma desinteressada se sujeitaram ao voto popular e deram o melhor de seu esforço e do seu saber para o que somos hoje, pelo bem comum, todos os que serviram a causa pública e dela não se serviram. Contribuíram para melhorar a vida das pessoas e acima de tudo contribuíram para a afirmação da democracia local.”

Assim, vão ser homenageados: Avelino José Rocha Barbosa (título póstumo); Jorge Luís Vargas Bentes Franco; Natalino Varela Alves; Rogério dos Reis Neves; Jacinto José da Cruz Ramalho; Joaquim Sérgio Ferreira Pinto (título póstumo); João José Cardoso; Jorge Manuel Rosado Marques Peixinho (título póstumo); António Isidro Carrilho Paracana; Miguel José Tavares Cardoso; e Amândio José Correia de Carvalho.

Homenageados

 

Mandato 1977 a 1979

Avelino José Rocha Barbosa,

a título póstumo

 

 

Mandato 1980 a 1982

Jorge Luís Vargas Bentes Franco

 

 

Mandato 1983 a 1985

Natalino Varela Alves

 

 

Mandato 1986 a 1989

Rogério dos Reis Neves

 

 

e Jacinto José

da Cruz Ramalho

 

Mandato 1990 a 1993

Joaquim Sérgio Ferreira Pinto,

a título póstumo

 

 

e João José Cardoso

 

 

Mandato 1994 a 1997

Jorge Manuel Rosado Marques Peixinho,

a título póstumo

 

 

e António Isidro

Carrilho Paracana

 

 

Mandatos 1998 a 2001; 2002 a 2005

António Isidro Carrilho Paracana

 

 

Mandato 2005 a 2009

Miguel José Tavares Cardoso

 

 

Mandato 2009 a 2013

Amândio José Correia de Carvalho

 

 

 

 

Deixe uma resposta