Vitória eliminado da Taça de Portugal pelo Sporting

Desporto

O avançado holandês Bas Dost, aos 75 minutos, fez o único golo de uma partida em que os guarda-redes Pedro Trigueira e Rui Patrício estiveram em evidência. O guardião vitoriano defendeu uma grande penalidade cobrada por Adrien Silva, aos 21 minutos, enquanto o guarda-redes leonino fez defesa enormes a remates de Edinho e Ryan Gauld, ambos no primeiro tempo.

À exceção da entrada de Campbell para o lugar de Bryan Ruiz, o treinador Jorge Jesus apostou no mesmo onze que atuou na Luz com o Benfica. Já José Couceiro trocou de guarda-redes em relação à equipa que atuou com o Estoril com a inclusão de Trigueira em detrimento de Bruno Varela.

Numa primeira parte de qualidade e com vários lances emocionantes junto de ambas as balizas, os setubalenses conseguiram suster o ímpeto dos leões, acabando até, por várias vezes, por deixar em sobressalto a defesa do conjunto de Alvalade. No segundo temo

No segundo tempo, tal como nos últimos minutos da primeira parte, as equipas ‘encaixaram’ em termos táticos. Mais pressionantes, os leões, aos 62 minutos, criaram perigo num cabeceamento de Coates defendido por Trigueira, que aos 73 cometeu um erro quase deixando a bola entrar na baliza.

Dois minutos depois, já com Bryan Ruiz em campo, numa altura em que os lisboetas tinham o ascendente do jogo, o guarda-redes sadino foi mesmo buscar a bola ao fundo da baliza. Bas Dost, de cabeça, concluiu com eficácia um cruzamento de Zeegelaar na esquerda, fazendo o 1-0 para os forasteiros.

O Vitória procurou reagir ao golo, mas sem efeitos práticos, uma vez que os leões mantiveram o perigo afastado da sua baliza. O mais perto que os anfitriões estiveram de ameaçar a baliza de Rui Patrício até ao apito final foi através de um remate em zona frontal, aos 82 minutos, de Nenê Bonilha que saiu sobre a trave.

 

Deixe uma resposta