PS condena “gestão ruinosa” da CDU na Câmara do Seixal

Sociedade

A concelhia do PS do Seixal considerou hoje que a CDU tem efectuado uma “gestão ruinosa” da Câmara do Seixal, deixando criticas aos resultados de uma auditoria efectuada pelo Tribunal de Contas (TdC).

“O Tribunal de Contas publicou um relatório com o resultado da auditoria que efectuou à gestão da Câmara Municipal do Seixal, que a CDU governa desde sempre com maioria absoluta. A conclusão é que os novos edifícios da sede e serviços operacionais da Câmara Municipal do Seixal custarão 172 milhões de euros, entre rendas exorbitantes e opção de compra, questão para a qual o Partido Socialista vem alertando desde sempre”, refere o PS em comunicado.

Os socialistas lembram ainda que o TdC referiu que a autarquia “ultrapassou os limites do endividamento”.

“Ultrapassou em muito, todos os limites legais de endividamento de médio e longo prazo, refere que houve uma fuga ao regime jurídico do contrato de empreitada de obra pública, que estamos perante a violação do princípio da economia, na forma continuada, e que da celebração destes contratos resultou, e pode ainda vir a resultar, dano para o erário público municipal”, acrescenta.

O PS Seixal salienta que, aquando da recente publicação do Anuário Financeiro dos Municípios, já tinham surgido “suspeitas sobre a gestão ruinosa”, referindo que o Seixal é o “sétimo município a nível nacional com o maior passivo, de 83,2 milhões de euros”.

“De referir que o próprio Tribunal de Contas já enviou o relatório para o Ministério Público para que se apurem responsabilidades”, concluiu.

Deixe uma resposta