Câmara de Sines já tem em curso requalificação da Praia Grande de Porto Covo

Local Últimas C

A obra de requalificação da Praia Grande de Porto Covo, no concelho de Sines, já está em execução, num investimento de 350 mil euros que inclui intervenções no estacionamento, acessos e no miradouro, anunciou o município.

Trata-se da primeira intervenção a avançar no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Sines, contando o município para esta obra com uma comparticipação de 85% de fundos comunitários, através do programa operacional Alentejo 2020.

O investimento é considerado “prioritário” pela autarquia alentejana, que pretende concluir a obra até ao “arranque da próxima época balnear”, em 2017.

Em comunicado, o município explicou que a empreitada inclui a pavimentação do parque de estacionamento existente no topo da falésia, junto à Praia Grande de Porto Covo, a criação de passeios e instalação de passadiços, melhoria das condições de segurança das escadas de acesso ao areal e a instalação de pérgulas, com “vista privilegiada” para o mar.

Nuno Mascarenhas lembra que o município decidiu assumir a obra

Segundo disse à agência Lusa o presidente da Câmara de Sines, Nuno Mascarenhas, na altura em que divulgou o lançamento do concurso público, “o projecto estava incluído no âmbito do Polis Litoral Sudoeste”, contudo, “com a previsão de que a sociedade terminaria no final” deste ano, o município decidiu assumir a obra.

A requalificação em Porto Covo segue-se à da praia da Samouqueira, também em Sines, executada ainda no âmbito do Polis Litoral Sudoeste e inaugurada este ano.

O Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Sines prevê 85% de financiamento comunitário para projectos a concretizar no concelho, num investimento total de perto de cinco milhões de euros.

Entre os projectos previstos está também a requalificação da entrada de Sines, a reabilitação do espaço público da Rua Marquês de Pombal, da Praça da República, do Bairro 1.º de Maio e do Mercado Municipal, a criação de uma Estação da Mobilidade (reabilitando a antiga estação de comboios) e a reabilitação do Mercado Municipal.

DIÁRIO DA REGIÃO com Lusa

Deixe uma resposta