Câmara vai investir três milhões na requalificação de três bairros em Vila Nova de Santo André

Local

As intervenções devem arrancar já em 2017 no bairro das Flores, seguindo-se os bairros do Pinhal e dos Serrotes

O bairro das Flores será o primeiro de três bairros de Vila Nova de Santo André a ser alvo de obras de requalificação, cujo investimento global, revela a Câmara Municipal de Santiago do Cacém, ascenderá a três milhões de euros. As empreitadas, a executar até 2019, beneficiarão de apoio de fundos comunitários, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Santiago do Cacém.

Só no bairro das Flores, o município vai investir cerca de 1,6 milhões de euros na requalificação, com uma obra que deve avançar no primeiro semestre do próximo ano.

“O primeiro concurso que está perspectivado lançar é para o bairro das Flores. Queremos lançar ainda este ano para que possa começar no primeiro semestre de 2017”, disse à Lusa o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha.

A obra, naquele que é o “maior bairro, em área, da cidade”, com cerca de 155 mil metros quadrados, inclui repavimentação de passeios, intervenções no estacionamento e na iluminação, redefinição de áreas pedonais e de espaços verdes, colocação de mobiliário urbano e melhoria da drenagem pluvial. “O bairro das Flores será o projecto onde haverá o maior investimento, de cerca de 1,6 a 1,7 milhões de euros, com uma comparticipação [de fundos comunitários] que poderá ir até aos 85%”, explicou o autarca.

«Seguem-se o bairro do Pinhal e o bairro dos Serrotes, investimentos que, estão dependentes das opções políticas de quem vier a gerir a Câmara no próximo mandato», Álvaro Beijinha

“Queremos que o bairro mantenha as suas características, a sua génese inicial, mas que do ponto de vista da comodidade urbana passe a ter uma linguagem mais cómoda, mais amiga do ambiente e que vá ao encontro também daquilo que é a opinião dos moradores”, destacou.

À requalificação no bairro das Flores, seguem-se o bairro do Pinhal, com previsão de início de obra também em 2017, e o bairro dos Serrotes, entre 2018 e 2019, investimentos que, estão “dependentes das opções políticas de quem vier a gerir a Câmara no próximo mandato”, disse Álvaro Beijinha, lembrando a realização de eleições autárquicas no próximo ano.

Ainda no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, está previsto avançar “dentro de alguns dias” a construção de um “skate park” em betão na cidade, num investimento de cerca de 140 mil euros, cuja empreitada já foi adjudicada.

Deixe uma resposta