Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal ensina a fazer ‘o melhor bolo-rei do mundo’

Sociedade B

Um workshop de bolo-rei e a inauguração de uma árvore de Natal ecológica, na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, marcaram o início da campanha solidária

 

Para marcar o arranque da campanha de cariz social “O Melhor Bolo-Rei do Mundo”, a Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal realizou, na passada quarta-feira, 30 de Novembro, um workshop sobre a iguaria, conduzido pelo chef Filipe Blanquet. Formador naquele estabelecimento de ensino, Filipe Blanquet contou com o apoio de Inês Duarte, fadista, Susana Costa, atleta olímpica, e Tó Romano, empresário da moda, que apadrinharam a campanha.

Após aprenderem a confeccionar “O Melhor Bolo-Rei do Mundo”, os padrinhos e restantes participantes na oficina culinária, juntaram-se no átrio da escola para a inauguração de uma árvore de Natal ecológica, elaborada pelos alunos com recurso a materiais reciclados.

Ao final da tarde, o restaurante de aplicação acolheu um momento de convívio e partilha de bolo entre padrinhos, representantes e utentes das associações apadrinhadas e comunidade escolar.

A acção realizou-se no âmbito da iniciativa nacional de angariação de fundos para diversas instituições de solidariedade social, organizada pelo Turismo de Portugal. A campanha leva a que 3 500 alunos das 12 escolas de hotelaria e turismo do país confeccionem aquele que apelidam de melhor bolo-rei do mundo, assente na receita criada em 2015 pelo chef Inácio Berlinda, da Escola de Hotelaria de Lisboa.

O bolo, segundo a directora da Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, Maria João Carmo, tem uma particularidade que lhe “confere características únicas”, como o facto de ter na lista de ingredientes “mais bebidas do que outros bolos-rei” a que estamos acostumados.

Escola de Setúbal vende por encomenda

A Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal fabrica bolos-rei para vender por encomenda até 6 de Janeiro, sendo que os fundos reverterão a favor do Centro de Apoio ao Sem Abrigo e da Associação Mãos Abençoadas.

Os bolos de quilo, com um preço unitário de 10euros, podem ser reservados pelo endereço ana.rita@turismodeportugal.pt ou pelo telefone 265 009 900.

Os alunos em conjunto com os formadores vão produzir 200 bolos, sendo que uma parte da produção se destina a ofertas a diversas entidades parceiras da escola.

À semelhança de Setúbal, as 11 restantes escolas de hotelaria do país fabricam o mesmo bolo-rei e promovem actividades próprias nesta segunda edição da campanha, que, em 2015, permitiu vender 2 500 bolos. Este ano, a meta sobe para os três mil.

Deixe uma resposta