Taça da Liga: Vitória perde (0-1) na Póvoa ao cair do pano

Desporto B

Vitória estreou-se na fase de grupos a perder no reduto do Varzim

 

Em partida a contar para a primeira jornada do grupo A da Taça da Liga, o Vitória perdeu na terça-feira à noite no reduto do Varzim, por 1-0. O golo do triunfo dos poveiros foi apontado no derradeiro minuto do tempo de compensação (90+3) por intermédio de Jeferson, que culminou da melhor forma um livre directo apontado no flanco direito, junto à bandeirola de canto.

Numa partida que só ganhou emoção na segunda parte, com várias oportunidades para ambas as equipas desfazerem o nulo, os sadinos estiveram mais perto de marcar, mas a sorte nada quis com a equipa de José Couceiro que, por duas vezes, acertou no ferro da baliza contrária, aos 70 e 80 minutos.

Com sete alterações na equipa em relação à partida da passada sexta-feira com o Rio Ave, o treinador José Couceiro deu a oportunidade a alguns dos atletas menos utilizados de se mostrarem. O guarda-redes Pedro Trigueira, o defesa Pedro Pinto, os médios Mikel Agu e Nenê Bonilha e um sector ofensivo totalmente renovado com Zé Manuel, Vasco Costa e Nuno Santos foram as novidades o onze inicial.

Frente aos poveiros, actual 17.º classificado da II Liga, os setubalenses assumiram o controlo do jogo, instalando-se no meio-contrário. Apesar do ascendente territorial e da maior posse de bola, os verdes e brancos não conseguiram criar situações de perigo iminente para a baliza defendida por Paulo Cunha.

Já depois de ambos os guarda-redes terem sido colocados à prova – Ryan Gauld testou a atenção do guardião dos anfitriões e Trigueira travou com segurança um remate de um atacante varzinista –, foi a vez Zé Manuel revelar falta de pontaria. Aos 33 minutos, altura em que, à entrada da área, após assistência de Ryan Gauld, rematou fraco ao lado do poste direito da baliza dos nortenhos.

Numa primeira parte sem grandes motivos de interesse para os espectadores que marcaram presença no estádio, houve a registar duas lesões no conjunto comandado por João Eusébio. Depois de Sérgio Organista ser substituído para dar lugar a Estrela, aos 16 minutos, o Varzim sofreu nova contrariedade aos 39, desta vez com a lesão de Pedro Santos, que foi rendido por Keaton Parks.

Após o intervalo, o Varzim entrou mais afoito e, por duas vezes, ameaçou a baliza de Trigueira, que, com duas intervenções seguras, evitou que os disparos feitos pelos adversários inaugurassem o marcador. O Vitória respondeu, aos 55 minutos, numa boa jogada de envolvimento em que Vasco Costa chegou atrasado ao cruzamento de Zé Manuel.

No entanto, foi o Varzim que voltou a estar perto do golo. Primeiro foi Villagran a rematar para defesa difícil de Trigueira e, volvidos dois minutos, o guarda-redes viu um remate de um oponente ficar a centímetros do golo. Insatisfeito com o rumo dos acontecimentos, José Couceiro lançou em campo, aos 64 minutos, Edinho e Arnold para tentar dar maior profundidade na frente de ataque.

Deixe uma resposta