‘Os Verdes’ exigem mais médicos na Baixa da Banheira

Local B

A deputada Heloísa Apolónia, do Grupo Parlamentar ‘Os Verdes’, defendeu que são necessários mais médicos para o centro de saúde da Baixa da Banheira, na Moita, criticando as “condições precárias de funcionamento” do equipamento.

“Os utentes do centro de saúde da Baixa da Banheira têm razões de sobra para desesperar. O sistema de marcação de consultas ainda os obriga a ir, de madrugada, formar fila para a porta do centro de saúde, muitas vezes em vão, por não conseguirem aceder a uma vaga”, refere a deputada numa pergunta colocada ao governo.

Heloísa Apolónia afirma este facto é provocado pela falta de médicos, explicando que existem “três ou quatro médicos no centro de saúde” para atender necessidades de uma população de cerca de 25 mil utentes.

“Dos catorze lugares do quadro, só nove se encontram preenchidos e, destes nove, cinco médicos encontram-se em baixa de longa duração”, salienta.

A deputada criticou ainda as condições de funcionamento do equipamento, que está localizado num prédio.

“O Governo já anunciou a intenção de construção de um novo centro de saúde na Baixa da Banheira. Mas os banheirenses precisam de mais do que um anúncio, precisam das mais certas garantias de que a situação será concretizada e de prazos para a execução do anúncio”, defendeu.

Heloísa Apolónia quer saber se o governo vai avançar com a construção do novo centro de saúde na Baixa da Banheira e que procedimentos já foram e serão efectuados para o efeito.

A deputada questionou ainda se vão ser tomadas “medidas urgentes” para responder à falta de médicos.

Deixe uma resposta