Câmara do Barreiro comemorou Dia da Floresta Autóctone

Local C Últimas C

A Mata Nacional da Machada tem 372 hectares. Aberto à população, aquele que é considerado o “pulmão verde do Concelho do Barreiro”, com uma biodiversidade “muito rica e variada”, oferece múltiplas sugestões aos seus visitantes ao nível de actividades de recreio e lazer, para todas as idades.

A Câmara Municipal do Barreiro (CMB) comemorou o Dia da Floresta Autóctone, com um conjunto de actividades, durante o período da manhã, no Centro de Educação Ambiental (CEA) da Mata da Machada e Sapal do Rio Coina.

Várias turmas do Programa Municipal Mexe com a Idade, do Clube Dramático de Instrução e Recreio 31 de Janeiro “Os Celtas”, Grupo Desportivo de Palhais e Sociedade de Cultura e Recreio 1º de Agosto Paivense, participaram em iniciativas no âmbito do Projecto Biodiscoveries – nomeadamente, no descasque da acácia, plantação de árvores de espécies autóctones e numa aula de ginástica ao ar livre.

No evento foi lançado um Vídeo de promoção da Reserva Natural Local do Sapal do Coina e Mata Nacional da Machada. O lançamento do vídeo é uma forma de “evocar” o Dia da Floresta Autóctone, referiu o Vereador da CMB, responsável pelo CEA. Bruno Vitorino apresentou a Mata, apelando aos presentes e à população em geral a visitarem e a “usufruírem deste nosso/vosso espaço”.

O Vereador apresentou a actividade que se realizou durante o período da manhã, que contou com a presença do Gestor do Projecto Biodiscoveries, Henrique Pereira dos Santos. Com o objectivo de “combater as espécies invasoras”, sobretudo chorões e acácias, desenvolve-se, esclareceu, “numa lógica de voluntariado”.

Deixe uma resposta